Como fazer sua mudança sem dor de cabeça
Voltar para o blog

Como fazer sua mudança sem dor de cabeça

Realizar uma mudança de residência não precisa ser algo cansativo e estressante. Muito pelo contrário, mudanças significam um num novo momento, seja pra quem for morar sozinho ou acompanhado. Mas acima de tudo, representa uma nova fase na vida de uma pessoa, que pode ser desde a compra do seu primeiro imóvel, ir para uma casa mais ampla para toda família ou até mesmo a realização de morar naquele bairro que você sempre sonhou. Para isto, preparamos 6 dicas que irão ajudar a sua mudança de residência ser muito mais prática e tranquila, e comece essa nova fase de sua vida sem dor de cabeça!


1 - Antecedência

Organizar tudo com o máximo de antecedência possível é essencial para que a mudança transcorra bem e sem nenhum tipo de estresse. O recomendado é ir organizando cômodo por cômodo, dedicando atenção especial para embalar cada item sem risco de danificá-lo ou perdê-lo e principalmente, para que não haja aquela correria para arrumar tudo em cima da hora e acabar deixando coisas importantes para trás.

Essa antecedência também é legal para conhecer e fazer cotações de empresas especializadas em mudanças, carretos e já conciliar suas datas com as deles.


2 - Decidir entre fazer você mesmo ou contratar empresa

Hoje em dia existem diversas empresas que atuam para auxiliar nas mudanças residências, do empacotamento a montagem dos móveis e organização final.

Para saber se contratar esse serviço vale a pena para você, é importante fazer uma boa cotação, conhecer o que está incluso e seus benefícios, buscar recomendações de amigos e referências da empresa, bem como se atentar ao volume máximo que elas transportam.

Ah, e preste atenção! Quem optar por uma transportadora que realiza serviços de mudança de residência, lembre-se de discriminar no contrato tudo aquilo que será levado pela empresa. Além disso, vale checar também se o serviço inclui seguro e itens essenciais para a mudança, como plástico bolha e revestimentos anti queda.


3 - Listar e identificar

Essa é a fase do “o que vai e o que fica”. Quando você começar a organizar suas roupas e separar os itens que serão levados para a sua casa nova, pode ter certeza que você encontrará muita coisa que nem lembrava que tinha mais.

Por isso, liste tudo! Após identificar os itens que vão pra casa nova, fique atento para que todas caixas tenham uma breve descrição sobre o conteúdo delas, assim suas coisas não ficarão misturadas ou indo pra lá e pra cá pelos cômodos.

Com os objetos pequenos e de valor, redobre atenção! O ideal é que objetos assim sejam transportados junto do proprietário, aí não tem erro de acabar perdido durante o processo.


4 - Transferências dos serviços e correspondências

Um pouco antes de fazer sua mudança de residência, entre em contato com as prestadoras de serviços como telefonia, TV por assinatura e Internet para que seja solicitada a instalação dos equipamentos no novo endereço. Não se esqueça também de pedir alteração de residência para que não tenha problemas com o recebimento das correspondências.

Em alguns serviços, verifique a data de fechamento do ciclo da fatura para se certificar de que as correspondências serão entregues no endereço correto ou se será necessário solicitar uma segunda via.


5 - Começando a arrumar a casa nova

Assim que todos seus itens chegarem no novo endereço, começa a fase de transformar sua casa em um lar, afinal, somente quando começamos a mobiliar e decorar é que a casa fica com a nossa cara e começamos a curtir o ambiente.

Comece pelas áreas comuns a todos da casa e já separe os itens de uso cotidiano, deixando limpos e arrumados prontos para uso. Recomenda-se começar por ambientes bastante utilizados no dia a dia, por isso a dica é sempre começar pela cozinha.

A partir daí, passe para os quartos e ambientes pessoais. Dessa forma, tome seu tempo e arrume seu cantinho pessoal sem pressa.


6 - Com organização, calma e sem estresse

Bem como na hora de se mudar da residência antiga, na chegada a casa nova a tranquilidade também deve imperar. Escolha arrumar um cômodo por vez, dedique o tempo que for necessário até se sentir totalmente satisfeito e confortável no ambiente. A dica é não ter pressa e tentar fazer tudo ao mesmo tempo, pra não deixar a mudança pela metade na casa.

Lembre-se de que se você dedicou uma semana para se organizar e mudar de residência, é mais ou menos esse tempo que você tem para conseguir se instalar e começar a dar um pouco de cor e personalidade no ambiente! Aproveite essa nova fase de sua vida com muita tranquilidade e ânimo renovado.


Fonte: imovelweb

https://bit.ly/2MooMr3

Outros posts

  1. Alugue com tranquilidade: 5 dicas para você escolher o apartamento ideal

    Alugue com tranquilidade: 5 dicas para você escolher o apartamento ideal

    Se você está mudando de cidade para estudar ou trabalhar, sabe que sempre surge aquela dúvida profunda do que considerar ao escolher um apartamento para morar. Se você já conhece a cidade ou já foi vi...

  2. Aluguel: condições legais e aumento do valor

    Aluguel: condições legais e aumento do valor

    O conceito legítimo de aluguel é uma contraprestação paga pelo locatário ao locador em virtude da utilização do imóvel por determinado período de tempo, complicado, né? Por isso viemos explicar alguma...

  3. Como fechar um bom negócio na venda de seu imóvel.

    Como fechar um bom negócio na venda de seu imóvel.

    Seu imóvel ficou pequeno para você e sua família, não é mais usado ou sua venda irá gerar uma renda que você precisa no momento? Não importa qual é o seu caso, a questão é sempre como vender este bem...

Este site utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação.