Tudo o que você precisa saber sobre financiamento de imóvel!
Voltar para o blog

Tudo o que você precisa saber sobre financiamento de imóvel!


Financiamento de imóvel é uma das formas mais utilizadas para conquistar o sonho da casa própria ou investir seu dinheiro em um patrimônio seu. Muitas dúvidas aparecem nesse processo e por isso conversamos com o Maurício Eckert, sócio proprietário da T&M Consultoria de crédito, para esclarecermos as maiores questões sobre financiamento.
Confira a entrevista com ele!


Para imóveis acima de R$ 190.000, qual a melhor forma de entrada para tornar a parcela mais acessível?


Aos imóveis acima de R$190 mil a Caixa oferece o financiamento pela linha de Crédito SBPE. Atualmente é possível que o cliente opte pela amortização pela tabela PRICE, onde as prestações são fixas do início ao término do contrato, dessa forma a prestação se torna mais acessível. 


É obrigatório ter pelo menos 10% do valor do imóvel novo e 20% para imóvel usado para poder realizar o financiamento?


Sim. A Cota de financiamento imobiliário da Caixa é de 90% para financiamento de imóvel na planta (SBPE) e 80% para financiamento de imóvel na planta (FGTS), novo, usado e aquisição de terreno e construção. Lembrando que da cota de 10% ou 20% o cliente pode optar por usar o seu FGTS para compor parte ou o valor total da entrada.


Qual a diferença entre o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), o financiamento diretamente com a construtora, a carteira hipotecária e o Sistema Financeiro Imobiliário?


O SFH é exclusivo para financiamento de imóveis residências, já o SFI engloba imóveis comerciais e lotes urbanizados. A Carteira hipotecária não se trata de modalidade de crédito, mas sim uma designação genérica para qualquer operação feita no SFI. O financiamento direto com o construtor é uma modalidade de financiamento particular, incidindo juros e correções contratadas por instrumento particular;


O seguro imobiliário de financiamento é obrigatório?


Seguro habitacional é obrigatório no financiamento de imóveis. O seguro habitacional é uma garantia fundamental para o crédito imobiliário, com benefícios para as partes envolvidas. Garante que a família permaneça com o imóvel na falta da pessoa que fez o empréstimo, por morte ou invalidez permanente.  


Como se calculam os valores das parcelas do financiamento? é de acordo com o valor da entrada ou com o número de parcelas?


O cálculo das parcelas está diretamente vinculado a fatores como idade (variação do seguro MIP), sistema de amortização (PRICE e SAC), valor de financiamento e entrada e prazo de financiamento. O cliente pode optar pelo prazo que desejar, limitado ao máximo de 360 meses para MCMV/FGTS e 420 meses para SBPE;



Como funcionam os juros das parcelas do financiamento?


Os juros são calculados mês a mês, variando conforme o saldo devedor e o prazo remanescente, por isso, quanto menor o prazo entre a contratação e a liquidação do contrato, menor serão os juros pago pelo financiamento tomado; 


Qual diferença entre Tabela Price e SAC?


O sistema SAC caracteriza-se por amortizar (diminuir) um percentual fixo da dívida desde o início do financiamento. Ou seja: na composição total da parcela paga mensalmente, o valor correspondente ao pagamento da dívida permanece constante, enquanto o valor correspondente ao pagamento de juros diminui progressivamente. Quando utiliza a tabela Price, o financiamento é composto por parcelas iguais, do início ao fim. Com esse sistema, o valor pago a cada parcela é usado praticamente para saldar juros, diminuindo muito pouco o saldo devedor, no início do contrato, sendo a amortização maior no final do prazo de financiamento.


Pode se abater a dívida antes do prazo total do financiamento? 


Sim, a qualquer tempo. A amortização pode ser feita com recursos próprios ou com FGTS (observando as regras de utilização);


O que acontece em caso de atraso nas parcelas do financiamento?


Pelo instrumento jurídico da alienação fiduciária, a Caixa, enquanto credora, pode consolidar a propriedade caso haja mais de 90 dias de atraso. 


É legal revender imóvel quando este ainda não foi quitado no financiamento?


É legal mas o adquirente nessas condições precisa cotar um novo financiamento, para liquidar o financiamento do proprietário do imóvel em questão ou quitá-lo. Recomendamos que o mesmo procure a T&M para cotar o novo financiamento.


Nós, na Luiz Coelho Imóveis oferecemos o melhor para você e seu bolso, sempre, com cuidado e segurança! Temos parcerias com agentes bancários e acompanhamos você do início ao fim do processo de compra. 

Outros posts

  1. Alugue com tranquilidade: 5 dicas para você escolher o apartamento ideal

    Alugue com tranquilidade: 5 dicas para você escolher o apartamento ideal

    Se você está mudando de cidade para estudar ou trabalhar, sabe que sempre surge aquela dúvida profunda do que considerar ao escolher um apartamento para morar. Se você já conhece a cidade ou já foi vi...

  2. Aluguel: condições legais e aumento do valor

    Aluguel: condições legais e aumento do valor

    O conceito legítimo de aluguel é uma contraprestação paga pelo locatário ao locador em virtude da utilização do imóvel por determinado período de tempo, complicado, né? Por isso viemos explicar alguma...

  3. Como fazer sua mudança sem dor de cabeça

    Como fazer sua mudança sem dor de cabeça

    Realizar uma mudança de residência não precisa ser algo cansativo e estressante. Muito pelo contrário, mudanças significam um num novo momento, seja pra quem for morar sozinho ou acompanhado. Mas acim...

Este site utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação.