Microempreendedores: como passar pela crise?
Voltar para o blog

Microempreendedores: como passar pela crise?

Desde metade de março deste ano, com a situação caótica e preocupante em função do COVID-19, estão sendo tomadas medidas de prevenção em todo o mundo. A rotina foi alterada e, com isso, empresas estão se adaptando ao novo cenário. 

Porém, os mais afetados com a instabilidade econômica serão os pequenos produtores, comerciantes e micro empresários.
Tudo depende do serviço que você oferece e seu público nesse momento, mas é possível adotar algumas precauções e medidas para manter seu negócio ou amenizar a queda das vendas.


  1. O primeiro ponto é ter a consciência de que haverá cortes no consumo normal dos ser serviços ou produtos, por isso, importante nesse momento é fazer um planejamento de economias, busca de produtos ou artigos mais baratos, cortes na produção para ajustar à demanda menor.

  2. Para empreendedores que têm contratos com fornecedores, isso deverá ser revisto, para que haja uma concordância e proporcionalidade com o que está sendo comprado, ofertado e de fato demandado pelos clientes. Pagamentos integrais vão se tornar inviáveis já que o retorno financeiro dos consumidores será menor.

  3. Quanto à pagamentos de tributos, microempreendedores têm outras condições de pagamentos, ainda assim, o governo anunciou algumas medidas sobre o Simples Nacional e cobranças como adiamento por três meses no pagamento do FGTS pelas empresas (R$ 30 bilhões) adiamento por três meses no pagamento da parte da União no Simples Nacional (R$ 22,2 bilhões), para MEI, foram liberados R$ 5 bilhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador em forma de crédito para micro e pequenas empresas. 

  4. Se informe sobre os benefícios e auxílios que o Governo Federal está propondo, como o Auxílio Emergencial da Caixa Econômica Federal, onde você pode pedir seu auxílio via aplicativo, de acordo com as regras e condições; como a liberação de crédito do governo de São Paulo (SP) para microempresários urbanos e rurais. 

  5. Se é possível comercializar seus produtos se forma online, não deixe de apostar no delivery e vendas online. A rotina presencial e o consumo “físico” por produtos pode ter diminuído, mas seus clientes e possíveis futuros consumidores não devem esquecer de você! Por isso, invista em marketing digital, serviços online, conteúdos relevantes nas redes sociais e deixe sua empresa circulando no meio digital para ser lembrada. 

O SEBRAE fez um infográfico com conteúdos interessantes de dicas para microempreendedores. Que tal dar uma olhada também?

Outros posts

  1. Guia ilustrado para comprar a casa própria

    Guia ilustrado para comprar a casa própria

    Adquirir um imóvel é um grande passo, e nada mais natural do que conferir tintim por tintim os prós e contras de cada imóvel visitado, né!? Por isso trazemos um...

  2. Perfil de led de 7 m marca a entrada do apartamento

    Perfil de led de 7 m marca a entrada do apartamento

    Com paredes e forro revestidos de carvalho-americano, o hall teve a luminotécnica projetada junto à arquitetura Com paredes e forro revestidos de carvalho-americano, o hall teve a luminotécnica...

  3. Lançamento: Residencial Gabro

    Lançamento: Residencial Gabro

    Endereço: Rua Visconde de Pelotas, Bairro Nossa Senhora de Fátima. Santa Maria - RS Detalhes do Imóvel 2 Dormitórios 1 Banheiro 1 Vaga 99 m² Área útil Características Alto...

Vendas Centro

Vendas
55 3222-5578
Plantão Vendas
55 99975-6677
Plantão Aluguéis
55 99618-8900

Aluguéis Centro

Aluguéis
55 3222-1273
Plantão Aluguéis
55 99618-8900
Plantão Aluguéis
55 99651-2225

Agência Camobi

55 3219-1886
Plantão de Vendas
55 99622-7670

Vendas Centro

Plantão Vendas
55 99975-6677
Plantão Aluguéis
55 99618-8900

Aluguéis Centro

Plantão Aluguéis
55 99618-8900
Plantão Aluguéis
55 99651-2225

Agência Camobi

Plantão de Vendas
55 99622-7670
|